AJUPM | CENTRO DE APOIO AOS POLICIAS MILITARES

Cantinho do Associado

Dons divinos de um bombeiro militar

Outubro 19
00:00 2012

Quando alguém vê um bombeiro militar em ação dificilmente imagina que dentro daquela farda há uma pessoa com talentos muito diferentes do que a profissão exige. Nessa edição do “Cantinho do Associado” será a vez do bombeiro militar Alessandro Oliveira dos Santos, 29 anos, contar qual é a sua ocupação paralela à profissão de bombeiro. 

Ele está na Corporação há três anos e é músico. “Faço parte da Banda de Música do Corpo de Bombeiros Militares da Paraíba, que era um sonho antigo e agora está se tornando uma realidade. Vem sendo dada mais atenção à área de música no CBMPB, especialmente com o empenho do Comandante-Geral, o Cel QOBM Jair Carneiro de Barros”, conta Alessandro. Ele ressalta que essa é “uma nova oportunidade para jovens músicos que pretendem seguir a carreira de músico bombeiro militar, além de servir como veículo de interação, estreitando os laços com a sociedade civil”.

O primeiro contato com a música foi no ano de 1997 quando foi criada, na cidade de Bayeux, a banda marcial Prof. José Mendes, da Escola Senhor do Bonfim, onde Alessandro cursava o ensino fundamental. “De início minha irmã foi a primeira a ingressar na banda e, ao vê-la nas aulas de música e nas aulas práticas, logo fiquei interessado em participar também”, conta o bombeiro.

Segundo ele, a rotina de músico não atrapalha em nada o cotidiano de militar. “Música é terapia, um dom divino que deve ser aprimorado todos os dias, assim como o dom de salvar vidas”. Há várias influências musicais importantes para ele, mas seus professores na graduação, Sandoval Moreno e Radegundis Feitosa, são as maiores referências.

 

Se você é associado e quer mostrar seu talento especial, seja o próximo personagem do “CANTINHO DO ASSOCIADO”. Envie sua sugestão para comunicacao@ajupm.com.br.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados **

Artigos populares

Nota de pesar:

0 comentarios

Funape:

0 comentarios

Nota de pesar:

0 comentarios

GAP V:

0 comentarios

Guanambi:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Funape:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Bahia:

0 comentarios

Categorias